31 de janeiro de 2015

"Escrevo porque não sei fazer música. Se soubesse ler partituras e articular notas harmônicas não me arriscaria nessas linhas tortas e analfabéticas. A música é uma forma de comunicação muito mais eficaz e perene. Qualquer canção permanece por mais tempo no imaginário do que o melhor dos textos literários."


"Meus caminhos... 
Tão meus! 
Ora duros, ora suaves. 
Ao frescor da serra, por onde dirijo meu destino e construo minhas pontes. 
De margens ocultas e sombrias ou floridas como jardins em dias de verão. 
Que fizeram da vida meu abrigo. 
Por onde livre, sempre em frente e a qualquer tempo, sigo!" 

Carla Leandro



"Eu hoje acordei tão só, mais só do que eu merecia. 
Eu acho que será para sempre, mas sempre não é todo dia..." 

Oswaldo Montenegro



Passei todas as minhas loucuras a ferro e pendurei no armário 
Todo dia visto a que me cair melhor. 

 Augusto Fracari



Metade de mim agora é assim, de um lado a poesia, o verbo, a saudade, do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim. 
E o fim é belo, incerto... 
Depende de como você vê! 

Fernando Anitelli



Eu venho sempre à tona de todos os meus naufrágios. 

Mario Quintana



Esqueça essa história de querer entender tudo... 
Em vez disso, VIVA, em vez disso, DIVIRTA-SE! 
Não analise, CELEBRE! 

Osho



"Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta, vou continuar a escrever (...) 
O pensamento é um sentimento ato é um fato que eu estou me divertindo com ela lá 
Calada, ar, no meu sonho 
Como eu não entendo nada -.... . 
Em seguida, aderir a realidade móvel bambas". 

Clarice Lispector



"Não pense que a pessoa tem tanta força assim a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma. 
Até cortar os defeitos pode ser perigoso - nunca se sabe qual o defeito que sustenta nosso edifício inteiro… Há certos momentos em que o primeiro dever a realizar é em relação a si mesmo". 

Clarice Lispector



"A delicadeza não é só uma categoria ética. 
Alguém deveria lançar um manifesto apregoando que a delicadeza é uma categoria estética. 
Ah, quem nos dera a delicadeza pueril de algumas árias de Mozart. 
A delicadeza luminosa dos quadros dos pintores flamengos, de um Vermeer, por exemplo. 
A delicadeza repousante das garrafas nas naturezas-mortas de Morandi. 
Na verdade, carecemos da delicadeza dos adágios". 

Affonso Romano de Sant'Ana



"... Sou dos que acreditam que a felicidade é possível, que o amor é possível, que não existe só desencontro e traição, mas ternura, amizade, compaixão, ética e delicadeza. 
Penso que no curso de nossa existência precisamos aprender essa desacreditada coisa chamada "ser feliz". 

Lya Luft

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...